Arquivo da categoria: Colunas

Drivers Linux para Impressoras Epson

Olá todos.

Relativamente recentemente eu comprei uma multifuncional da Epson que usa rede wifi para digitalizar e imprimir documentos. O modelo em questão é uma Epson XP-204.

Fui tentar detectar ela e adicionar ela pelo Impressoras do GNOME 3 no Debian 7 e ela apareceu lá!

Feliz eu com o seu aparecimento e aparente compatibilidade fui tentar adicionar ela, porém, nada aconteceu.

.

Pesquisando na internet descobri que existe driver para Linux e inclusive livre! Mas por algum motivo não vinha incluído a versão necessaria dele no Debian.

.

Logicamente fui direto no site da Epson Brasil onde fui procurar pelos drivers para Linux.

Lá encontrei drivers pra Windows e pra Mac mas por algum motivo os drivers pra Linux não estavam lá.

Pesquisando na internet ainda mais encontrei o incrível site OpenPrinting, eles estão construindo e disponibilizando uma lista de impressoras e seus respectivos drivers para nosso amado GNU/Linux. O site é inclusive mantido pela fundação Linux.

.

Finalmente, atravéz do OpenPrinting eu achei a página da Epson de downloads de drivers pra Linux. Que por algum motivo estava oculto no site da Epson, ou pelo menos não muito visível. No OpenPrinting.org por onde pude finalmente baixar o driver .deb de 32 bit, já que estou usando Debian de 32 bit. Depois o instalei com o GDEBI e repeti o processo de adicionar impressora pelo Impressoras do GNOME. E funcionou!

gnome printers window

 

 

 

 

 

Passando por esse dificuldade contratempo eu decidi criar uma página neste site com links de download de drivers linux para multifuncionais de alguns fabricantes. Tu pode sugerir algo que não estiver lá!

Tux, the Linux penguin

Empresas comprando umas as outras

 

 

 

 

Olá, esse post é mais um desabafo de coisas que estão acontecendo no mundo da tecnologia. Mais especificamente sobre a compra de empresas de importância significativa por outras empresas mais novas.

Eu costumava ser um grande fan da Sun Microsystem e seus servidores fantásticos, e de seu sistema operacional, o Solaris, o qual tenho vários DVDs originais dele, sou fan e usuário dos softwares da Sun também, como o StarOffice e do VirtualBox, o StarOffice é a base do OpenOffice, foi nele que o OpenOffice foi baseado.
Até que então em um dia cinza a Oracle comprou a Sun e destruiu muitos de seus produtos, alguns deles foram descontinuados, outros firacaram órfãos, outros deixaram de exisitir.

Outra grande compra que não me deixou feliz foi anos atras a compra da Macromedia pela Adobe…

Recentemente a Microsoft comprou a Skype, e já estão conseguindo deixar esse maravilhoso software VoIP cada vez pior…

Muito recentemente o Google começou a aquisição do Meebo, um ótimo mensageiro multiprotocolo e multiplataforma.

Agora, como se não bastasse, anda circulando da web um boado de que o Facebook estaria interessado em comprar a Opera!!!! Que é meu navegador padrão e favorito a muitos anos agora.

Então fica aqui a minha indignação com isso de muitas empresas que fizeram parte da história da informática estarem sendo aniquiladas de forma desleal.

 

O que irá acontecer com o Skype e com o Opera? O que irá acontecer com todas outras empresas que gostamos e ainda irão serem compradas?

 

 

 

 

Mageia? Pra mim por enquanto não, obrigado.

Olá, vamos direto ao ponto, após alguns dias de destes do Mageia Linux, cheguei a uma conclusão um tanto obvia e já esperada, o Mageia 1.0 nada mais é do que o reconhecido e agradável Mandriva 2010.2 com roupa nova e alguns pacotes atualizados. Coisa que eu já estava esperando, pelo fato do Mageia ser um fork do Mandriva, isso é, ser baseado no mesmo código fonte, em vez de ser uma distro do Mandriva. Entre usar o Mageia 1.0 e o Mandriva 2010.2 eu pessoalmente ainda prefiro o Mandriva e adoraria se a Mandriva continuasse melhorando o Mandriva 2010.2 ou continuasse seu projeto em futuras versões ao invés de mudar tudo de novo como fez no 2011, 2011 que quase nem Mandriva é mais direto, e sim, um Rosa Desktop de nome novo.

Rosa Desktop, até onde eu sei uma distribuição russa baseada no Mandriva Linux. A Rosa Labs, empresa por trás do Rosa Desktop detém atualmente grande parte da Mandriva.

Eu particularmente não estou gostando nem um pouco desta história que está sendo escrita na Mandriva.

Na minha opinião, toda o desenvolvimento e administração da Mandriva deveria voltar para cá, no Brasil. Aí sim muito provavelmente a empresa entraria nos eixos.

Resumo da ópera, por enquanto fico no Mandriva 2010.2, se tudo der errado, migro pro Debian ou pro Foresight Linux.