Arquivo da categoria: Geral

Impressões sem fio

ALÉM DE ADICIONAR FUNÇÕES COMO SCANNER E COPIADORA, UMA NOVA SAFRA DE IMPRESSORAS PODE CONECTAR-SE A REDES WIRELESS E ECONOMIZAR TINTA

A comunicação de dispositivos eletrônicos por cabos parece estar mesmo com os dias contados. Agora é a vez das impressoras compartilharem as suas bandejas. Cada vez mais chegam às lojas modelos compatíveis com conexões Wi-Fi. Dessa maneira, vários PCs podem dividir uma mesma impressora sem que um cabo as conecte.

A tecnologia wireless começou a chegar mais fortemente aos lares brasileiros nos últimos três anos. E vem se consolidando principalmente devido ao aumento no número de computadores utilizados dentro de casa e pelo crescimento de vendas de notebooks.

A consequência é a proliferação de aparelhos aptos a se conectarem pelo padrão 802.11g (porta de comunicação sem fio mais popular), como smartphones, caixas de som e, agora, impressoras. Fabricantes como Hewlett-Packard (HP), Epson, Samsung e Lexmark têm modelos compatíveis com a tecnologia e garantem que a onda wireless é uma tendência sem volta.

– A utilização de redes sem fio ganhou grande popularidade pela mobilidade que ela proporciona e pela facilidade de instalação do equipamento tanto em ambientes domésticos quanto empresariais – afirma Reynaldo Smith de Vasconcelos, diretor da divisão de impressoras e multifuncionais da Samsung.

Atualmente, é possível encontrar diferentes modelos no mercado com preços que variam de R$ 499 a R$ 1,2 mil. O gerente de desenvolvimento de mercado para imagem e impressão da HP Brasil, Luís Fernando Tedesco, conta que não há muito mistério para conectar uma impressora a uma rede Wi-Fi.

– Nos modelos mais sofisticados, a conexão com o roteador é feita por meio da própria impressora, utilizando os botões do painel e com o auxílio do display LCD. Em modelos menos sofisticados, é feita pelo driver da impressora, o que não implica conhecimentos avançados. É um processo simples e rápido, mesmo para o usuário doméstico que não tem conhecimento específico em Wi-Fi – explica.

Para o gerente de comunicação da Lexmark, José Antônio Abbate, esse movimento ocorre devido à mobilidade que proporciona para as pessoas.

Leia na íntegra

Asus revela S101, a versão requintada do Eee PC

O notebook S101 da Asus está ganhando atenção da mídia ultimamente, sendo uma nova categoria de notebooks que a empresa está entrando agora, o mesmo do MacBook Air, da Apple: computadores requintados.O sistema de 10 polegadas rodará um processador Intel Atom de 1.6 GHz assim como os outros netbooks da Asus, contudo, não terá o mesmo ‘slogan’ de simplicidade do Eee PC, devido ao seu alto preço e design mais exótico: acabamento brilhante do tipo “piano-gloss” e carcaça com espessura entre 0,63 e 0,83 polegadas, o mesmo que 1,6 e 2,1 centímetros, respectivamente, mais fino que o Eee.

Com uma influência clara do notebook da Apple, o S101 também terá um de seus pontos principais grande capacidade de armazenamento em discos SSD, justificando novamente o alto preço. A versão de 32 GB custará, nos EUA, 699 dólares, enquanto a versão de 64 GB custará 899 dólares. As vendas se iniciarão em meados de setembro em Taiwan e provavelmente na América do Norte. Não foi feita menção alguma com relação à inclusão de Linux ou Windows nas máquinas.

imgAo topo, o Eee PC convencional, e o S101 abaixo

Fonte:

http://www.electronista.com/articles/08/08/07/asus.s101.details/

Retirado do site Guia do Hardware

Entretenimento em HD sem fios

Um grupo de multinacionais está a desenvolver uma tecnologia de alta definição que irá permitir a transferência de dados, via wireless, entre dispositivos de entretenimento domésticos

Hitachi, Motorola, Samsung, Sharp e Sony estão a colaborar para desenvolver, rapidamente, standards wireless para sinais de alta definição em sistemas domésticos de entretenimento, noticiou o site vnunet.

A tecnologia vai ser desenvolvida para eliminar a utilização de cabos nos sistemas de entretenimento domésticos.

O objectivo é desenvolver os standards este ano, através da tecnologia Wireless Home Digital Interface (WHDI), da empresa israelita Amimon.

«WHDI oferece um desempenho robusto das ligações sem fios, para atender e superar as exigências dos consumidores», disse Paul Moroney, porta-voz da da Motorola.

Esta tecnologia usa compressão de dados, mas separa os sinais «importantes» dos «menos importantes», para tornar a transferência mais rápida.

Isto significa que, à medida que a distância entre os dispositivos aumenta, a qualidade das imagens piora, mas o objectivo é garantir que os dados sejam transmitidos com rapidez suficiente para permitir a visualização perfeita.

Fonte: sol.sapo.pt