Interior da Terra é mais complexo do que se imaginava

Dois geólogos da Universidade do Arizona, Estados Unidos, criaram um novo modelo do interior da Terra, reunindo pela primeira vez uma série de hipóteses e informações recolhidas por experiências ao longo dos últimos anos, mas que até agora eram desconexas e até contraditórias.

“Mas nós descobrimos que há um quadro único que é compatível com todas essas diferentes descobertas,” diz Edward Garnero, que desenvolveu o novo modelo juntamente com seu colega Allen McNamara.

Movimento do manto

O resultado é um novo corpo teórico consistente e que explica o movimento do manto – a porção do interior da Terra entre a crosta e o núcleo – de forma consistente com as mais recentes medições sismológicas. Segundo os pesquisadores, há pelo menos 20 versões diferentes de explicações sobre o manto sendo ensinadas nas escolas hoje.

Manto heterogêneo

O novo modelo descreve essa porção do interior da Terra como quimicamente complexo, em clara oposição ao paradigma tradicional de um manto homogêneo, tanto química, quanto fisicamente.

O modelo tradicional descreve o interior da Terra na forma de esferas concêntricas simples, representando o núcleo, o manto e a crosta. Mas o interior da Terra não é assim tão simples, dizem os cientistas.

O interior da Terra está longe de ser um depósito empoeirado onde está registrada a história geológica do nosso planeta. Ao contrário, ele está em constante movimento e sofrendo alterações o tempo todo.

O movimento das placas tectônicas, por exemplo – que explica desde a separação dos continentes, até os terremotos – tem explicações totalmente diferentes se o manto é isoquímico ou heterogêneo, formado por diferentes tipos de substâncias. Garnero e McNamara propõem justamente este último caso, que o interior da Terra é formado por inúmeros elementos químicos diferentes.

Bibliografia:
Structure and Dynamics of Earth’s Lower Mantle
Arizona State University
Science
May 2008
Vol.: 320. no. 5876, pp. 626 – 628
DOI: 10.1126/science.1148028

Retirado do site Inovação Tencnológica.

Anúncios

2 ideias sobre “Interior da Terra é mais complexo do que se imaginava

  1. claudio roberto weber

    A expressão “Terra Oca” tem dado o que pensar a muitos cientistas que não chegam se arriscar numa afirmativa plausivel, capaz de influenciar pessoas mais curiosas a se programar em direção a um desses caminhos desconhecidos até hoje pelo homem, aparentemente. Diz-se, que na Serra Tumucurum existe uma passagem (Portal Dimensional) que leva ao fundo das raízes da Terra. Se podemos viver nesse novo habitat até o momento não obtive respostas, sei que deve ser diferente e o homem pode se adaptar plenamente. Para o caso de uma ecatombre sobre o planeta terra esse seria o único lugar de fuga? Saberemos o dia quando alguém nos mostrar o devido caminho. A terra oca deve ser estudada apesar de que a terra não deve ser oca na sua totalidade se não como seria a nossa sustentabilidade aquí em cima? São mistérios que não projetamos no espaço sideral, mas sim, habita sob os nossos pés.
    Obrigado.

    Curtir

  2. Megaf Autor do post

    Claudio, eu que agradeço pelo comentário.

    Você pode nos passar alguns links sobre o portal de Tumucurum? Se é que isto realmente existe?

    Acho que seria possível o homem viver embaixo da terra, nós já temos tecnologia para imitar a luz solar. No japão existe plantações subterrâneas que são iluminadas com luz de leds.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s