Uma aventura com o BeOS. Algo saiu errado.

Olá, os que me conhecem devem saber que eu sou um maluco por sistemas alternativos, diferentes, não muito comuns. Eu gosto muito de sistemas inovadores, a maioria dos sistemas inovadores são antigos, como o System 7, que equipava os primeiros Macintosh, no final dos anos 80 e inicio dos 90.

Mac OS 7

O sistema operacional do passado que mais admiro é o BeOS, lá de 1995, ele competia diretamente com o Windows 95, o BeOS era, e ainda é, muito superior aos sistemas operacionais atuais, já em 1995 era um sistema verdadeiramente multi-tarefa e de 32 bits, com real sumporte a multi-processamento, tinha um interface gráfica fantástica, organizada e extremamente intuitiva.

Infelizmente, e inacreditavelmente, o Windows foi o vencedor dessa batalha, anos depois a Be Inc, a dona do BeOS viria a fechar, o BeOS ficou com a Palm, que tinha planos de usar ele, mas acabou o enterrando de vez. Teve uma empresa alemã que tentou dar uma atualizada no BeOS, tornando-o compativel com os hardwares atuais, esse sistema foi nomeado ZETA, na minha opnião, o melhor sistema operacional moderno,  após um incendio, eles perderam as aturizações pra produzir o ZETA e a Palm não quis mais renovar, por isso não foi adiante, parou na vesão 1.2.

Antigos desenvolvedores do BeOS, programadores e entusiastas decidiram então criar um novo sistema operacional, 100% compativel com os programas originalmente escritos para o BeOS, de inicio se chamava OpenBeOS, atualmente se chama Haiku.

Haiku, em fase Alpha, já está bastante estável, uso ele no dia-a-dia em meu EeePC, não tive muita sorte ao tentar instalar ele em meu Desktop, pois não consigo fazer meu computador dar o boot pelo LiveUSB do Haiku que fiz…

Insatisfeito com o Linux atualmente instalado em meu computador, não querendo migrar pra outro Unix Like e também não querendo ter que voltar ao Windows, decido então arriscar o BeOS 5 Max Edition.

Adquiri a imagem de CD dele, e fui reiniciar e bootar pelo CD dele.

Tive uma agradavel surpresa logo que iniciei o computador, ele é ao mesmo tempo um LiveCD e um instalador, é carregado parte do sistema, quando ele pergunta se eu quero instalar ou rodar ele como LiveCD, escolhi LiveCD pra ver como se comportava. Aceleração 3D ok, resolução nativa da minha tela LCD suportada, audio aparentemente funcionando, e um bom set de aplicativos, sistema estava rodando muito bem, testei ele por LiveCD mais uma ou duas vezes ainda. Quando tomei coragem e parti para a instalação.

Meu HD estava com duas partições, uma com Linux e outra com Windows, ai tive que romar uma decisão, qual partição deletar, pensei:

Todos os softwares que uso no Linux existem tambem no Windows, na mesma versão, como o XChat, Pidgin, Skype, Writer, Opera. Ou, existem versões melhores ainda pra BeOS, como o Vision, um otimo cliente IRC. Já no Windows, tem alguns programas que eu até hoje só consegui fazer rodar bem no Windows, como o iTunes e simulador America’s Army 2.8.x,. A decisão foi fácil. Adeus Linux. O grande problema eram os muitos GB em sistemas operacionais raros que eu tinha baixado e que eu iria perder, como o proprio BeOS e o Windows NT 3.51.

Pensei, posso baixar novamente outro dia.

Pois bem, deletei a partição do Linux e criei uma pro BeOS e fui rodando o instalador, muito prático e agradavel por sinal esse instalador do BeOS, realmente fantástico. Objetivo, e faz perguntas somente realmente necessárias.

A instalação ocorreu as mil maravilhas, inclusive detecteu o Windows e configurou dual boot com ele.

Estava eu feliz da vida, finalmente, após anos e anos adimirando o BeOS sem nunca ter podido usar ele de verdade, vou ter ele em meu computador.

Instalação concluida, primeiro boot lá vou eu.

Durante o processo de boot do BeOS é mostrado uma tela com uns 7 ou 8 ícones lado-a-lado, que vão ficando coloridos a medida que o sistema vai sendo carregado.

Primeiro ícone ficou colorido, segundos depois o segundo ícone, um sorriso ensaiava para se abrir em meu rosto, mal sabia eu que dali não passaria, mais ou menos 20 segundos após o segundo ícone aparecer, o computador foi reiniciado subitamente sem causa aparente. Semelhantemente havia acontecido anteriormente ao tentar rodar o LiveCD no Virtual Box.

E nessa situação estou agora! Teclando do Windows, com o BeOS doente na outra partição. Como não tenho experiência alguma com BeOS, não sei o que fazer para diagnosticar o problema e depois corrigi-lo. Acredito que seja algum problema com o controlador IDE ou com algum chipset.

O que mais me intriga é o fato dele rodar perfeitamente como LiveCD. Mas não instalado.

Agora pergunto a vocês, o que vocês acham de tudo isso?

http://www.haiku-os.org/

http://www.beosmax.org/

http://en.wikipedia.org/wiki/BeOS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s