A importância do Software Livre e seus avanços recentes.

Avanços recentes do Software Livre no mundo.

Por Megaf – https://megaf.info/

Texto original escrito dia 01 de março de 2010.

Atualizado dia 14 de Agosto de 2010.

Olá, escrevi este artigo com o objetivo de esclarecer e mostrar o que é o Software Livre e porque ele é bom para você, para sua empresa e principalmente para todos e apos isso esclarecido vou falar sobre seus avanços.

Antes de falar sobre os avanços do Software Livre, vou falar um pouco sobre o Software Livre, o que é, porque desenvolver e usar programas Livres e de onde veio o Software Livre.

O termo Software Livre vem do inglês “Free Software”. O Free neste caso não significa gratuito, e sim,livre, free, de Freedom.

Software Livre se refere a todo e qualquer software que o programador crie e deixe disponível para que outros programadores possam modificar e melhorar de acordo com suas necessidades.

Uma boa forma de deixar claro o que é o Software Livre é fazer uma analogia com uma receita de bolo. Você cria uma receita de bolo e a distribui para outras pessoas para que elas também possam fazer o bolo. Algumas dessas pessoas percebem que podem mudar um ingrediente ou mudar algo no modo de preparo para tornar o bolo ainda melhor. Sim, estas receitas de bolo são Livres, Free, Abertas, de código aberto.

Isto é o Software Livre: Poder criar um código e permitir que outras pessoas o melhorem e corrijam suas falhas também implementando novos recursos.

Imagine se ninguém pudesse alterar a receita dos bolos, se elas fossem de “código fechado” e fossemos obrigados a comer sempre o mesmo bolo. E se algum dos ingredientes terminasse? Como iríamos concluir o bolo sem poder alterar sua receita? E se achássemos um meio de baixar muito o custo do bolo e ainda melhorar seu gosto, como iríamos fazer? O que podemos concluir com isso tudo? Ora, podemos concluir que os programas que tem seu código livre, aberto, tem tudo para serem mais estáveis, com mais recursos e menos brechas de segurança. Esta é a minha opinião, qual é a opinião de você?

O termo Software Livre surgiu em 1983 quando Richard Stallman quis dar o benefício da liberdade aos computadores. Naquela época o mundo da Informática era dominado pelos programas e sistemas operacionais proprietários, todos eram obrigados a usar um software estático e imutável onde somente a própria empresa que o fez pudesse mudar algo ou corrigir uma falha ou adicionar recursos. Em 1985, Stallman fundou a Free Software Foundation ou, em uma tradução espontânea, Fundação do Software Livre.

A Free Software Foundation tem como objetivo organizar a publicação de programas de código aberto. Desde então, o Software Livre vem ganhando força.

O Software Livre vem avançado de forma significativa, principalmente nos últimos 5 anos. Muitos dos dispositivos que nos cercam usam SL (Software Livre).

Quando se pensa em Software Livre, a primeira coisa que vem à cabeça de muitos é o sistema operacional GNU/Linux, o GNU/Linux não é o único, nem o ator principal do mundo SL, quanto a sistemas operacionais temos muito mais alem do GNU/Linux, existe o NetBSD, muito usado em servidores de missão crítica, por Hackers e programadores e também usuários avançados. Há o Mac OS X, o que seria dele se não fosse o Software Livre, pois seu kernel, o Darwin, é uma derivação direta do FreeBSD que é outro sistema operacional de código aberto. Assim sendo, o Darwin é também de código aberto! Outro exemplo de um sistema operacional de código aberto é o Haiku, uma implementação livre do BeOS. Não podemos deixar de falar do Solaris, o SO (Sistema Operacional) da recém-adquirida pela Cisco, Sun Microsystems. Existem muitos outros, mas o objetivo deste artigo não é fazer uma lista de SOs.

Um dos acontecimentos mais notáveis e falados na mídia foi o Asus Eee PC 701 que em 2007 apresentou o GNU/Linux a uma quantidade enorme de pessoas que jamais tinham sequer ouvido falar que existe outra coisa além do Microsoft Windows. O Asus Eee PC não somente fez isso mas como desencadeou toda uma reação por parte de fabricantes de hardware como também por parte dos desenvolvedores de software. Os fabricantes se preocuparam em oferecer ao público outros modelos de netbook e os programadores a criar distribuições do GNU/Linux otimizadas para rodar em netbooks.

Em 2008 o Google surpreendeu a todos com seu sistema operacional para dispositivos móveis, o Android. O SO do Google foi e está sendo uma verdadeira revolução no mundo da computação móvel e dos smartphones, não param de surgir dispositivos que rodam o Android. A Motorola agora em 2010 se reencontrou e passou a usar o Android na maioria de seus smartphones apresentando vários modelos muito interessantes.

Está por vir ainda este ano novos netbooks equipados com o Android e processadores ARM, prometendo que a carga da bateria dure no mínimo 7 horas de uso intenso. A grande vantagem do Android sobre os outros sistemas operacionais para celulares, é que ele pode ser usado e modificado pelo fabricante da maneira que ele quiser, sem ter que pagar absolutamente nada ao Google. Uma das modificações mais comuns neste sistema são as diferentes interfaces gráficas, semelhante ao que ocorre com o GNU/Linux no Desktop.

A Intel em julho de 2007 também viu uma grande oportunidade no Software Livre, e começou a trabalhar em seu próprio sistema para dispositivos móveis, o Moblin que recentemente se fundiu ao Maemo, sistema operacional de código aberto que equipa os MIDs (Moble Internet Devices) da Nokia, como o N900.

O Software Livre veio pra ficar no mercado de dispositivos móveis. A Palm renasceu com seu SO de código aberto Palm Pré. A Nokia dias atrás abriu completamente o código do Symbian, agora qualquer um pode ajudar a aperfeiçoar o Symbian.

O SL com certeza está presente no seu dia a dia, seja no seu computador, em algum software. Seja na empresa onde você trabalha, nos servidores de impressão. Ou na escola onde você estuda, numa solução de terminais remotos.

Com certeza, a internet seria muito diferente se não fosse o Software Livre. O Apache, por exemplo, é software livre e é um dos mais famosos servidores de páginas da WEB.

Software Livre vem ganhando cada vez mais força nos computadores pessoais, como por exemplo posso citar os navegadores de internet Mozilla Firefox, Google Chrome e o Apple Safari, que apesar de ter parte de seu código fechado, possui um motor completamente de código aberto, o WebKit, usado também pelo Google Chrome.

Ainda posso citar a suite de escritório OpenOffice.org, ou aqui em terras brasileiras, o BrOffice.

Agora vamos entrar no meio corporativo e científico. Acredito que estas foram as duas áreas que mais ganharam com o uso do Software Livre nos últimos anos; cada vez mais empresas estão utilizando em seus computadores programas e sistemas operacionais de código aberto, assim economizando a longo prazo milhões de reais em licenciamento de software.

A própria IBM lançou há poucos anos atrás a suite de escritório Lotus Simphony, que apesar de ser baseado no OpenOffice, apresenta uma interface radicalmente diferente. O Lotus Simphony é completamente voltado ao meio corporativo.

A própria Microsoft vem trabalhando muito em um sistemas de código aberto o Singularity.

Quanto ao meio científico, posso citar os 500 supercomputadores mais poderosos do mundo, segundo o top500.org no segundo semestre de 2009, 89,2% deles, rodavam distribuições Linux (código aberto), 5% Unix (código aberto ou fechado), 4,6% soluções híbridas e apenas 1% deles rodavam o Microsoft Windows (código fechado). Como podem ver, a maioria esmagadora dos supercomputadores, usam sistemas operacionais de código aberto e não somente para economizar: os sistemas operacionais de código aberto vêm sendo usado devido a sua estabilidade e flexibilidade. Há não muito tempo atrás, a maioria deles rodava versões e variações do Unix, muitas de código fechado, e recentemente descobriram o poder que a flexibilidade pode proporcionar, desde que bem usada.

Todos só tem a ganhar, divulgando sua receita de bolo e permitindo que pessoas sugiram aperfeiçoamentos nela. Assim, todos nós poderemos usufruir de bolos cada vez mais saborosos e saudáveis.

Agradecimentos ao Texto Livre pelo apoio e revisão.

Baixe este artigo em PDF.

Anúncios

10 ideias sobre “A importância do Software Livre e seus avanços recentes.

  1. matheus

    Software gratuito tem tudo para tomar o mercado

    tirando algumas simples imcompatibilidades

    mais hj jah temos mt emuladores, como o wine

    a maioria dos programas são bons

    sem falar do compiz fusion

    estou a pouco tempo com o So linux definitivo no pc

    + jah estou gostando

    já testei ubuntu , mandriva e slackware….em breve mais alguns

    Curtir

  2. Megaf Autor do post

    matheus, olá, obrigado pela visita.
    Realmente, soluções boas e de qualidade a softwares proprietários não faltam. Falta o pessoal abrir os olhos e enxergar esta outra dimensão.

    Curtir

  3. Pingback: Artigo: A importância do Software Livre e seus avanços recentes. « Megaf.Info

  4. dk_millares

    Realmente o software livre mudou muito minha vida na computação desde quando o conheci. Hoje quanto mais conheço sobre o assunto mais maravilhado eu fico e não tem como parar de usa-lo, seja onde for. Ótimo post megaf, ta de parabens o site

    Curtir

  5. Megaf Autor do post

    dk_millares, mudou a vida de todos nós. E aos poucos, acredito eu, que o software livre vai mudando a vida de muito mais pessoas.

    Obrigado.

    Curtir

  6. Pingback: Microsoft disponibilizará o Windows 8 sob a licença GPLv3. « Megaf.Info

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s